Topo

5 coisas que não podem faltar na hora de criar uma sex shop virtual

Se você pensa em montar uma loja virtual erótica precisa destas dicas.

Alice já passou dos 30 anos, é casada e tem um filho. Executiva bem sucedida, ela tenta se equilibrar entre o trabalho e a família, mas perde o emprego e o marido no mesmo dia. Quando ela conhece Marcela, dona de uma sex shop falida, tem um ideia para sair desse mau momento que está vivendo: investir no comércio eletrônico para adultos.

É assim que começa o filme De pernas pro Ar. Na história, o empreendimento virtual dá tão certo que o longa ganhou até uma continuação. 

Mas, não é só na ficção que esse negócio pode dar emplacar, não. O mercado erótico virtual é um dos segmentos que mais cresce nos últimos tempos. 

Segundo dados da Abeme (Associação Brasileira de Empresas do Mercado Erótico e Sensual), o crescimento anual do setor é de 15% ao ano. 

O Brasil conta com mais de 30 fabricantes, 50 distribuidores e 10 mil pontos de venda entre sex shops, lojas de lingerie e lojas virtuais. Em 2010 (último número disponível), as vendas online já representavam 50% do faturamento total do segmento.

Se interessou? Então confira algumas dicas para se dar bem nesse segmento:

Discrição

A Internet faz grande sucesso entre os consumidores deste mercado por conta dos tabus, receios e preconceitos que ainda rondam os produtos ligados ao prazer a dois. 

Por isso que o anonimato é um dos principais fatores para o sucesso das lojas desse ramo. Garanta sempre a proteção dos dados que são necessários para a compra e não peça informações demais.

As embalagens devem ser discretas e não podem revelar o conteúdo. Se possível, não use no remetente termos relacionado a sexo (mesmo que o nome da sua loja remeta ao assunto). Talvez seja o caso de ter uma razão social diferente do nome fantasia. Assim, não só nas encomendas, como também nas cobranças, você utiliza a razão social em vez do nome público.

O envio de newsletters só pode acontecer se houver alguma autorização expressa do cliente. Caso contrário o resultado pode ser negativo, com a perda de um comprador.

Atenção às novidades

Neste mercado, é preciso estar antenado com as novidades em evidência. Filmes e livros eróticos (ou não) podem influenciar diretamente no aumento ou diminuição na venda de algum item.

Um exemplo: em 2012, segundo dados da Abeme, a venda dos produtos sadomasoquistas aumentaram 35% por causa do best-seller 50 tons de cinza. Os personagens do livro são adeptos da prática. 

>> Não perca mais tempo! Comece sua Loja Virtual agora com o passo a passo que você encontra aqui!

De olho na concorrência

Por causa dos números atraentes, a concorrência neste mercado é bastante grande. Ao digitar sex shop virtual no site de busca, uma infinidade de opções aparece. Por isso, para que você se diferencie e tenha sucesso no negócio é preciso tomar caminhos diferentes e garantidos. 

Tenha uma grande variedade de produtos. A quantidade de fornecedores nesse mercado, também, é extensa, o que permite que você diversifique bastante seu mix de produtos.

Opte por um design clean, visto que neste mercado há uma linha tênue entre o erotismo e a vulgaridade. Isso também deixará seu site mais atraente.

Qualidade e limpeza

Preze pela qualidade e credibilidade dos itens comercializados. Nesse ramo, mais do que em outros, os predicados do produto são muito relevantes e estão ligados a questões como saúde e higiene.

Para garantir a qualidade, trabalhe apenas com produtos registrados no Ministério da Saúde e na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), especialmente no que diz respeito a cremes, óleos, loções e produtos comestíveis.

Descrição detalhada

Dê atenção especial às informações dos seus produtos, é importante destacar os materiais com o qual eles são produzidos. Existem pessoas que são alérgicas a algumas substâncias, e, como se trata de produtos íntimos, esse tipo de informação é mais do que relevante.

Também é importante descrever o modo de usar, já que muitas pessoas desconhecem alguns objetos. Os vídeos podem ser grandes aliados nessa hora, pois eles podem mostrar o funcionamento e sanar as dúvidas do cliente. Fotos que mostram o produto de diferentes ângulos também.

Além disso, você pode, também, classificá-los por função, tamanho, preço, textura, material, cor e até mesmo fonte de energia. Isso pode facilitar a busca e influenciar na escolha do cliente. 

Vai entrar para esse ramo? Conheça a plataforma de Loja Virtual do UOL Meu Negócio e comece já a sua sex shop virtual.