Topo

5 formas para engajar o seu consumidor durante a quarentena

Saiba como manter o cliente perto do seu negócio no COVID-19.

Pois é, mais uma crise chegou para desafiar o empreendedor brasileiro. E diferente de todas as outras, essa foi causada por uma pandemia.

Mas não é por isso que vamos nos desesperar. Os tempos são difíceis, mas existem muitas oportunidades para você manter público-alvo perto do seu produto ou serviço.

Veja algumas atitudes que você deve tomar para manter o seu negócio de pé em meio à crise:

1. Foque nas redes sociais

O isolamento social praticamente obrigou as pessoas a ficarem conectadas, seja para continuarem trabalhando por home office ou para diminuírem a distância com outras pessoas, mesmo que de modo virtual.

Com isso, o uso das redes sociais tem aumentado, e aí que está a maior oportunidade do seu negócio mostrar as caras para seus clientes.

Ferramentas como Facebook e Instagram são ótimas para você se aproximar de seus clientes.

Uma boa pedida nessa época são as lives. Um bom exemplo que podemos tirar disso são os músicos, que não deixaram de se apresentar aos seus fãs por conta do isolamento. A cada semana um novo recorde é batido, chegando a milhões de visualizações.

E por que não fazer isso com o seu negócio? No começo podem até ter poucas visualizações, mas se for trabalhada com frequência e buscando evolução em suas edições, isso só tem a te dar frutos.

Vale ressaltar que, por mais que seja a bola da vez, as lives não devem ser seu único esforço. Promoções, e-mails, contato por aplicativos de mensagens e outras ações, devem continuar no radar do seu negócio, seja para suas metas atuais, de médio ou longo prazo.

2.Invista em conteúdo

Existe a hora de vender, a hora de fidelizar e a hora apenas de comunicar.

Da mesma forma que para o seu negócio é o momento de procurar cortar despesas, seus clientes podem não ter o seu produto ou serviço como essencial, o que não deve fazer com que você desanime ou impeça de enviá-los conteúdo relevante.

O momento é oportuno para usar as redes sociais a seu favor. É hora de informar seus clientes com algo a mais. Escreva artigos, abra um canal para perguntas, fale mais do que você vende, mas sem usar tom de venda.

Se seus clientes não conhecem a fundo o que você oferece, quer dizer que você deve investir em informação. O resultado a longo prazo pode te surpreender. Afinal, ao gerar engajamento dos seus clientes com a sua marca, quando tudo isso passar, de quem você acha que eles irão lembrar?

3.Mostre seu diferencial

O momento pede que você tome medidas de cunho mais preocupado com o social. Explore assuntos que envolvam segurança no trabalho, empatia, cuidados com higiene, comodidade, sustentabilidade, consumo consciente e outras abordagens que você achar serem diferenciais ao seu negócio.

Todos sabem que quando o caixa do seu negócio começa a reclamar, fica difícil não pensar em vender, mas é hora de mostrar empatia acima de tudo.
Gerando proximidade e identificação positiva com sua marca e seu posicionamento, suas vendas virão como resultado.

4.Esteja próximo dos seus colaboradores

O Corona vírus veio também para testar o grau de criatividade. Em pouco tempo, as micro empresas e até as gigantes do mercado tiveram que se reinventarem e adaptarem suas estações de trabalho. Afinal, nunca se falou tanto em home office como nos últimos meses.

Aproveite esse momento para fazer reuniões com seus funcionários, trocar figurinhas, pedir engajamento e encorajar. Com certeza virá alguma ideia que você pode explorar.

5.Pense no agora sem se esquecer do futuro

Tudo isso que estamos vivendo vai passar. E uma coisa é certa: o mundo não será mais o mesmo, e nem as pessoas e seus hábitos de consumo. Quem nunca pensou em fazer uma compra online ou jamais usou a internet para se comunicar com o fornecedor de um serviço, terá esses hábitos daqui para frente.

Esteja preparado para a demanda. Crie um site para o seu negócio se você oferece um serviço, ou monte uma loja online para os seus produtos. Se esses passos você já deu, procure sempre melhorar e se capacitar. A demanda vai aumentar.

Os consumidores provaram o gosto de consumir online e gostaram. Depois que tudo isso passar, os desafios serão outros. Você verá novas concorrências surgindo, novas ideias e, acima de tudo, novas oportunidades. Agarre-as.


Gostou dessas dicas para o seu negócio? Então não perca tempo: conheça agora o Meu Negócio Não Para, um projeto do UOL que traz dicas, cursos, vídeos, papos com especialistas, debates e muito mais para ajudar a sua empresa.