Topo

5 tendências de eCommerce em 2020 que você deve conhecer

Radix

Tendências de comércio eletrônico mostram como ele continuará a crescer

Nos primeiros anos, o comércio eletrônico era mais uma novidade do que qualquer coisa. À medida que as gerações mais jovens atingiam a idade adulta e seu poder aquisitivo aumentava, as compras online se tornavam comuns e até preferidas. Há poucas dúvidas de que o comércio eletrônico se estabeleceu definitivamente e continuará crescendo. A única questão é: qual será o tamanho deste mercado?

Em 2019, as vendas de comércio eletrônico representaram 14,1% do total de vendas do varejo global. Estima-se que essa taxa atingirá 22% em 2023. Se você é um negócio de B2C e vende diretamente para clientes finais, considere o comércio eletrônico como parte necessária da sua estratégia. Algumas das novas tendências de comércio eletrônico mostram a escala deste setor e como ele continuará a crescer.

Tendências do eCommerce em 2020

A seguir, citamos cinco das tendências mais importantes do comércio eletrônico em 2020.

1. As compras por celular terão uma parcela maior do eCommerce

As compras feitas por celular, ou mCommerce, foram responsáveis por mais de 25% de todas as transações de comércio eletrônico nos EUA em 2019. Prevê-se que esse número atinja 45% em 2020, totalizando quase US$ 284 bilhões.

O número de usuários de smartphones continua a crescer e, para muitos, o smartphone substituiu o computador ou laptop como dispositivo principal quando se trata de compras online. Hoje, mais do que nunca, é importante desenvolver uma estratégia para dispositivos móveis, especialmente quando se trata de comércio eletrônico. Do seu site às ações de marketing, tudo precisa ser otimizado para o consumidor móvel.

  • Verifique se todas as imagens e vídeos da sua loja de comércio eletrônico estão otimizados para dispositivos móveis.
  • Considere desenvolver um aplicativo personalizado para facilitar e aumentar o engajamento de seus clientes.

2. Os nomes de domínio terão um papel significativo na construção da sua marca

Um dos aspectos principais do seu site e da sua identidade online é o seu nome de domínio. Hoje em dia, as marcas estão atentas a todas as variáveis para garantir que ajudem na construção da sua marca no mundo digital. Por exemplo, uma boa parte das empresas de comércio eletrônico está optando pela extensão de domínio .store para suas lojas online.

Com .store, o termo "loja" (um termo associado à ideia/ação de comprar) está em seu nome de domínio, fazendo com que o endereço de Internet comunique por si só esta mensagem e reforce sua marca como sendo de comércio eletrônico. Observe estes dois nomes de domínio abaixo e adivinhe qual deles poderia ser uma loja de comércio eletrônico:

  1. www.husk.com
  2. www.husk.store

Ao contrário de algumas das extensões de domínio comumente usadas, o .store é relativamente novo, o que significa que há alta disponibilidade de nomes e que você terá grande chance de encontrar seu nome de domínio desejado, sem ter que buscar outras opções e mudar o nome que havia pensado.

  • Tenha cuidado ao escolher e registrar o nome de domínio para o seu site e campanhas de mídia online.
  • Obtenha um nome de domínio relevante e contextual para sua loja optando pela extensão de domínio .store.

3. O eCommerce baseado em voz verá um crescimento significativo

Tecnologias controladas por voz, como Alexa, Siri e Google Home, estão indo além de responder a perguntas simples, chegando até a ser capazes de fazer compras. A Alexa é uma das plataformas de voz mais avançadas para comércio eletrônico, com a capacidade de fazer escolhas de produtos para consumidores, em alguns casos.

Normalmente, as compras por voz são feitas quando o usuário já sabe o que deseja comprar. A tecnologia não é tão eficaz para navegar através de uma variedade de produtos. No entanto, a pesquisa por voz pode ser especialmente eficaz para produtos que os consumidores compram regularmente.

Quando seus clientes já compraram um produto e desejam comprá-lo novamente, os assistentes de voz podem identificar facilmente o produto a partir de seu histórico de compras, reduzindo a chance de uma inconsistência.

  • Considere vender seus produtos via Amazon, Apple, Google e outras plataformas que incluem comércio eletrônico, baseado em voz.
  • Verifique se o seu nome de domínio é compatível com a pesquisa por voz (por exemplo, www.techsupply.store se sairá melhor em comparação com www.tech-suppliez.com).

4. Inteligência Artificial e Machine Learning ocupam o centro do palco

Inteligência Artificial (IA) e Machine Learning (ML) são tendências emergentes no setor de comércio eletrônico. Essas novas tecnologias podem ser extremamente úteis em aplicativos voltados para o cliente final e também de backend.

Do ponto de vista do cliente final, uma das maneiras mais eficazes de aplicar IA e ML é nos chatbots. Esses bots podem ser programados para responder às consultas de seus clientes e fornecer informações relevantes sobre seus produtos sem a necessidade de um ser humano para interagir.

Do ponto de vista de backend, IA e ML podem ajudá-lo a otimizar seu site para melhorar a experiência do cliente. Você pode usar isso para personalizar o conteúdo que eles veem, as ofertas que recebem ou descontos especiais com base no histórico de compras.

  • Considere usar chatbots no seu site para oferecer suporte ao cliente mais imediato e disponível a qualquer momento enquanto ele está no site.
  • Use ferramentas baseadas em IA e ML para oferecer uma experiência mais relevante para os visitantes que acessam seu site.

5. Realidade Aumentada permite que os clientes experimentem seus produtos

A Realidade Aumentada (RA) é outra tecnologia poderosa que está surgindo e sendo aplicada cada vez mais no setor de comércio eletrônico. A RA funciona com a câmera do seu smartphone para permitir que você visualize um produto específico sendo utilizado efetivamente. Se você vende produtos físicos, pode oferecer a seus clientes uma maneira de ver e experimentar o produto sem precisar comprá-lo e, talvez, devolvê-lo, se não for adequado.

Por exemplo, a marca Ikea usa a RA para permitir que os clientes coloquem um móvel da sua loja de comércio eletrônico na sala em que estão. O aplicativo usa a câmera do smartphone para capturar a sala e, em seguida, coloca um móvel ou outro produto na imagem para que os clientes possam ver como de fato ficaria na casa deles.

  • Se você vende produtos físicos, considere um aplicativo de RA que permita que seus clientes visualizem e experimentem os produtos em uso.
  • Se fizer sentido para o seu público-alvo, a criação de filtros personalizados do Instagram é outra maneira de criar uma experiência semelhante à da RA.

Conclusão

Algumas dessas tendências, como compras por celular, estão em crescimento há vários anos, mas 2020 será um ano de grande aceleração. Outras tendências, como Inteligência Artificial (IA) e Machine Learning (ML), foram ainda conceituais de certa maneira, nos últimos anos, mas estão rapidamente assumindo importância e espaço dentro da experiência do cliente.

Os avanços no setor de comércio eletrônico estão trazendo grandes mudanças em um período relativamente curto. Se você não estiver acompanhando essas mudanças, seus clientes procurarão outras opções e provavelmente acabarão comprando da concorrência. O custo de manter-se atualizado seguindo as novas tendências do comércio eletrônico não deve ser encarado como uma despesa - é um investimento no futuro da sua empresa.

Conteúdo produzido pelo parceiro Radix