FotografiaTipos de Negócio

15 dicas para iniciar sua carreira como fotógrafo freelancer

6 Mins read

 

Se você quer iniciar em fotografia trabalhar como freelancer é o melhor caminho!

Ser um fotógrafo freelancer é algo bastante comum no mundo da fotografia. Seja porque desejam complementar a renda que já têm como funcionários de outras empresas ou porque têm espírito empreendedor e querem trabalhar por conta própria, muitos profissionais acabam optando por atuar como freelancer de fotografia.

Mas ser um fotógrafo freelancer ou frila – como popularmente apelidado – bem-sucedido vai muito além de pegar um job ou outro no fim de semana. Se você realmente quer fazer uma carreira nessa área o ideal é começar entendendo melhor como funciona e o que você pode fazer para iniciar com o pé direito e se estabelecer nesse mercado.

O que significa ser um fotógrafo freelancer?

Os freelancers são profissionais autônomos que prestam serviços para várias empresas e pessoas sem que haja um vínculo empregatício entre eles. Mas nem por isso o freelancer é alguém que está abaixo de um fotógrafo que trabalha como CLT ou alguém que não conseguiu entrar para o mercado de trabalho.

Um fotógrafo freelancer pode ser tão profissional quanto qualquer outro, e muitos deles escolheram seguir esse caminho em vez de se tornarem funcionários de outras empresas para ter mais flexibilidade e liberdade no seu dia a dia. 

Como costumam trabalhar sozinhos, além de fotografar, os freelancers também precisam dar conta do processo de captação de clientes, atendimento, faturamento e cobrança, emissão de notas e contratos, produção, pós-produção e entrega dos materiais.

E como acontece com qualquer outro segmento, atuar como freelancer em fotografia é uma opção que tem benefícios e desafios. O ideal é que você conheça bem esses pontos antes de investir com tudo nesta carreira, e é isso o que vamos analisar no próximo tópico.

>> Quer ser um fotógrafo? Saiba tudo o que você precisa saber sobre essa profissão!

Fotógrafo freelancer: prós e contras

Os prós estão relacionados à liberdade e flexibilidade de ser o seu próprio chefe. Um fotógrafo freelancer tem a possibilidade de criar seus horários e estabelecer uma rotina que está de acordo com a sua produtividade e com a forma pela qual ele prefere trabalhar. Isso é muito importante, principalmente, nos trabalhos criativos, como a fotografia.

Você também poderá considerar a possibilidade de trabalhar em casa, em um coworking ou mesmo enquanto viaja e, com isso, economizar tempo e dinheiro com mobilidade.

Contudo, mesmo essa flexibilidade pode se tornar algo ruim se você não souber se organizar. Muitos autônomos têm dificuldade de estabelecer uma rotina quando não estão acostumados a trabalhar por conta própria, e isso pode prejudicar significativamente os prazos e o resultado do trabalho.

Além disso, um dos pontos mais delicados de ser freelancer, em qualquer área, é que dificilmente há estabilidade nesse mercado, podendo haver períodos de escassez de trabalhos. Com isso, o fotógrafo freelancer precisa estar bem preparado financeiramente e ter uma reserva financeira para as semanas ou meses de “vacas magras”.

Quem é formalizado como MEI (Microempreendedor Individual) ou com alguma outra classificação de empresário tem alguns benefícios, como a possibilidade de solicitar seguro-maternidade, auxílio-doença e estar contribuindo com o INSS, mas não contam com outras vantagens, como férias e décimo terceiro. 

>> Saiba mais sobre como se tornar um MEI fotógrafo e formalizar o seu negócio!

Como ser um fotógrafo freelancer em 15 passos

#1 Busque se estruturar bem

Se você está pensando em se tornar um fotógrafo freelancer, o primeiro passo é tentar se estruturar bem financeiramente antes de seguir nesta área, principalmente se você estiver abrindo mão de trabalhar no mercado CLT e for depender apenas dos frilas que conseguir.

Como pontuamos, nem sempre um freelancer tem um volume de trabalho que esteja de acordo com as suas despesas, principalmente no início da carreira. Então é importante ter uma boa reserva financeira para se manter enquanto você está se estabelecendo como profissional.

#2 Comece com bons equipamentos

Um dos grandes erros dos freelances é acreditar que, só porque estão começando, os clientes vão entender se ainda não tiverem equipamentos que possibilitam fazer um trabalho de qualidade.

Independentemente se é o seu primeiro ou centésimo frila, é preciso utilizar os melhores equipamentos aos quais tiver acesso e produzir com a melhor qualidade possível.

#3 Estude o mercado e o público

Para começar com o pé direito é importante, também, pesquisar um pouco sobre o segmento no qual você pretende entrar, o tipo de público que quer atender e quem serão os seus concorrentes.

Tudo isso vai ajudá-lo a criar um mix de serviços mais atraente para o consumidor e favorecer o seu crescimento como freelancer de fotografia.

#4 Não deixe de cobrar

Muitos fotógrafos se sentem mal em cobrar por seus serviços quando estão no começo da carreira, e isso é um grande erro. Desde que você faça o trabalho de forma profissional não tem por que deixar de cobrar.

Se perguntando quanto cobrar? Fotografia freelancer bem a fotografia feita por freelancer é como qualquer outra, então você deve apurar os seus custos, incluir o valor do seu trabalho e pode até inclui um lucro para continuar investindo no seu negócio de foto.

>> Veja aqui como precificar os seus serviços de fotografia.

#5 Busque especialização

Um bom profissional é aquele que nunca para de aprender. O conhecimento ajuda a desenvolver o seu trabalho, e isso é fundamental para que você se destaque no mercado de fotografia, capte e fidelize os consumidores.

Pensando nisso, escolha uma área da fotografia para trabalhar e busque se especializar o máximo possível nela para se tornar uma referência no setor.

#6 Crie um portfólio

O portfólio é uma peça fundamental para qualquer fotógrafo freelancer. É neste arquivo que você vai mostrar os seus melhores trabalhos e, por isso, ele é um ótimo artifício para convencer o cliente que você é o profissional ideal para o job.


banner_uolmn_criadordesites_academia

 

#7 Não acumule tarefas

Como a instabilidade financeira é um risco iminente, muitos fotógrafos freelancers acabam aceitando muitos trabalhos e acumulando tarefas, e isso não é bom.

É claro que é ótimo ter ofertas de trabalho, porque isso mostra que o público está gostando da sua atuação. Mas se você tentar fazer mais do que realmente consegue dar conta pode acabar perdendo em qualidade e atrasando prazos, e isso é péssimo para a sua imagem como profissional.

#8 Formalize o negócio

Muitas pessoas acham que abrir uma empresa é um processo difícil, custoso e que só quem planeja ter muitos funcionários e sede própria deve fazer, mas isso não é verdade.

Existem formatos de empresas para quem trabalha como autônomo e que permitem emitir notas fiscais, ter um CNPJ e diversas vantagens bancárias, como a possibilidade de solicitar empréstimos com taxas reduzidas para pessoa física.

Além disso, ter uma empresa aberta passa um tom mais profissional para os seus clientes, o que é fundamental para que eles confiem no seu trabalho e se sintam mais seguros em fechar negócio com você.

>>  Leia também Fotógrafo: saiba como ser MEI e ter seu CNPJ

#9 Cuide da sua reputação profissional

Quando você é um fotógrafo frelancer é o seu nome, e apenas ele, que está em jogo. Isso significa que se você fizer um bom trabalho todos os louros serão para você, mas se pisar na bola também não terá onde se esconder.

Por isso, novamente, é importante prezar sempre pela qualidade e fazer tudo com o máximo de respeito e dedicação para o consumidor. Esse cuidado é fundamental para construir uma imagem sólida e positiva a seu respeito. 

#10 Faça bons contatos

O mercado de fotografia é muito vasto e cheio de oportunidades, mas as melhores são destinadas às pessoas que conseguem fazer e manter bons contatos.

Fazer networking, ou seja, conhecer pessoas que possam ser profissionalmente interessantes, é fundamental para que o fotógrafo freelancer consiga contatos que podem se tornar fornecedores, parceiros e futuros clientes.

#11 Divulgue o seu trabalho

Como o fotógrafo freelancer tem de batalhar todos os meses por trabalhos, é muito importante que ele conte com técnicas que facilitem a captação de novos clientes e, nesse sentido, a divulgação torna-se fundamental.

Para isso, você pode usar ferramentas como o seu site, redes sociais, vídeos, estar presente em eventos e distribuir materiais impressos para que mais pessoas conheçam você e o seu trabalho.

>> Aproveite para ler Marketing para fotógrafos: como divulgar suas fotografias

#12 Preze pela organização

Você já sabe que a desorganização tem efeitos terríveis na vida de um freelancer. Fotografia é uma arte que precisa de tempo para ser bem feita e planejada, então é preciso que encontre as melhores formas de se organizar com os vários frilas que vão começar a aparecer.

Para isso você pode usar uma agenda, um calendário ou até uma ferramenta online para saber quando e onde precisa estar e que tarefas tem para desempenhar. 

#13 Priorize o atendimento

Não pense que são só as suas fotos que devem conquistar o consumidor. Como freelancer você deve acompanhá-lo em todo o processo, desde o primeiro pedido de orçamento até a entrega das imagens tratadas.

Ser atencioso e prestativo é fundamental para que o cliente se sinta feliz e seguro em contratá-lo e se torne um consumidor fiel.

#14 Faça parte da comunidade

Existem muitos sites e comunidades que ajudam a conectar quem precisa de um fotógrafo freelancer e os profissionais que desempenham esse trabalho. Estar presente nesses ambientes é uma ótima forma de fazer contatos e conseguir clientes.

#15 Peça um feedback

Depois de entregar as fotos, vale sempre a pena enviar uma pesquisa de satisfação ou simplesmente pedir um feedback aos seus clientes. Além de ajudá-lo a identificar pontos nos quais você pode melhorar, essa é uma excelente forma de colher depoimentos para usar no seu site e em suas redes sociais. 

Related posts
DivulgaçãoFotografiaRedes Sociais

Como fazer fotos de produtos ficarem incríveis para as suas divulgações?

6 Mins read
Você já se sentiu atraído por algum produto ou serviço apenas pela imagem de divulgação?  Isso acontece quando as fotos de produtos…
Abertura de empresaEmpreendedorismoEmpreender na internetMercadoMercado DigitalModaPlanejamento de NegócioTipos de NegócioVendas Online

Apostar em um negócio da moda: boa ideia ou furada?

4 Mins read
Descubra como avaliar se você deveria ou não investir em um segmento que está em alta no mercado Quem quer empreender está sempre de…
Abertura de empresaEmpreendedorismoIdeias de negócioMercadoMercado DigitalPlanejamento de NegócioPlano de negóciosSalão de belezaTipos de NegócioVendas Online

10 negócios inusitados (e com muito futuro!) para quem gosta de moda e beleza

4 Mins read
Ideias inovadoras e altamente lucrativas em um dos mercados que mais fatura no Brasil Atualmente, os segmentos de moda e beleza são…