FotografiaTipos de Negócio

Áreas da fotografia: como escolher a ideal para investir?

7 Mins read

Invista na área que mais combina com seu perfil!

O mercado fotográfico é muito amplo e existem diversas áreas da fotografia em que os profissionais podem atuar.

Só para se ter uma ideia, existem profissionais que são fotógrafos oficiais de bandas e que as acompanham em suas turnês pelo mundo, outros que são especializados em retratos, outros ainda que fazem apenas imagens aéreas e marítimas para registros geográficos, outros que cobrem esportes radicais, fotografam animais e muito mais.

O fato é que há dezenas de áreas da fotografia, e cada uma delas tem um público, objetivos e exigências específicas. Mas o grande desafio é que, na maioria das vezes, o fotógrafo precisa escolher qual delas seguir logo no início da sua carreira e pode não ter tempo suficiente para descobrir as principais áreas da fotografia antes de fazer sua escolha.

Para que isso não aconteça com você, elegemos algumas das áreas da fotografia que mais se destacam e que têm mercados bastante promissores. Vamos a elas?!

>> Quer ser um fotógrafo profissional? Veja tudo o que precisa saber antes de investir na profissão fotógrafo

#1 Fotografia de produto

A fotografia de produtos geralmente é feita em estúdio, com luz e fundo especial para que apenas a mercadoria esteja em destaque. Mas o grande desafio dessa área da fotografia é ter conhecimento suficiente para que a foto que você vai tirar acompanhe o storytelling do produto e cumpra a intenção da marca.

Por exemplo, se você está trabalhando com uma marca de tênis esportivos e vai fotografar um modelo que ajuda na transpiração dos pés é fundamental que o consumidor perceba que o material do calçado é diferente dos convencionais e entenda o seu objetivo. Para deixar isso visível, você pode ter de encontrar uma luz, fundo e um posicionamento de câmera específicos.

É por isso que quem tem interesse nessa área da fotografia deve buscar não só se especializar no ramo como também estudar sobre publicidade, propaganda e marketing.

Com esse background, o profissional vai ter mais facilidade para entender a história por trás do produto, o que a marca deseja comunicar para o público, quais são as motivações e os desejos dos clientes e unir tudo isso em uma fotografia perfeita. 

Como começar na fotografia de produto: aprofunde seus estudos na parte teórica da fotografia de produtos, adquira os equipamentos principais, como uma mesa still, lentes específicas e softboxes para iluminação e comece com as fotografias mais simples, feitas em um fundo branco, e vá explorando ângulos, enquadramentos e iluminações diferentes para cada tipo de produto.

#2 Fotografia de moda

O mercado de moda também pode ser bastante explorado porque é um setor que está sempre em busca de fotógrafos.

O fotógrafo especializado em moda pode fazer a cobertura de eventos, fotografar apenas as roupas (um trabalho que se aproxima bastante da fotografia de produto) e também participar de sessões de fotos com marcas e modelos. 

Neste último caso, além de ter uma boa dose de conhecimento de moda e publicidade, o fotógrafo deve, também, saber como dirigir os modelos, de forma a conseguir poses e ângulos que valorizem quem e o que está sendo fotografado.

Uma luz errada, por exemplo, pode mudar a cor de uma peça de roupa, assim como um enquadramento ruim pode prejudicar o caimento de outra. E tudo isso impacta diretamente no resultado das fotos e no desempenho da campanha.

Além disso, os ensaios e editoriais de moda costumam ter um conceito estético bem marcado, seja por conta do tema da coleção ou da identidade da marca. O fotógrafo precisa saber quais as melhores formas de fazer isso transparecer nas imagens.

A pós-produção também é uma parte importante nesta área da fotografia. É muito comum que alguns ajustes sejam feitos para que as fotos fiquem esteticamente mais bonitas e mais próximas do conceito que a marca deseja transmitir.

Para dar conta deste trabalho, é importante que o fotógrafo esteja familiarizado com softwares como o Photoshop, um dos mais conhecidos para a edição de imagens. Saber utilizar essas ferramentas pode ser fundamental para que você consiga iniciar na área, principalmente se estiver trabalhando sozinho.

Além de atuar como fotógrafo oficial de uma marca ou estúdio, nesta área os profissionais também podem ser contratados por revistas, portais, blogs e outros veículos que cobrem o segmento de moda.

Como começar na fotografia de moda: busque especializações em moda e referências que o ajudem a desenvolver um olhar e sensibilidade para esta área de atuação da fotografia. Acompanhe os principais veículos de moda e faça seus próprios registros de eventos e modelos para criar um bom portfólio.


banner_uolmn_criadordesites_academia

 

#3 Fotografia social

A fotografia de eventos pode ser encarada como um mercado independente, tamanho o volume de possibilidades para quem quer investir nessa área da profissão fotógrafo. Dentro deste setor estão as fotos de casamentos, aniversários, formaturas e outros eventos de cunho social.

Falando especificamente da fotografia de casamento, por exemplo, os fotógrafos têm um leque extenso de serviços para comercializar.

Isso porque, além das fotografias clássicas, tiradas durante a festa e a cerimônia, muitos casais estão investindo em outros serviços, como os ensaios fotográficos diferentes. Alguns exemplos são o pré-wedding, um registro do casal feito dias ou semanas antes do casamento; making of, que eterniza os momentos de preparação dos noivos; e o trash the dress, ensaio em que a noiva coloca o vestido depois do casamento e o usa em situações inusitadas.

Como começar na fotografia social: muitos fotógrafos e empresas de fotografia social buscam assistentes de fotografia para dar suporte nos eventos. Essa é uma das melhores formas de iniciar com o pé direito no mercado. Além disso, você pode atuar informalmente na cobertura de pequenos eventos, usar suas fotos para montar um portfólio e ingressar no mercado. Essa área também depende muito de um bom networking e ótimas parcerias, então esteja aberto a conhecer e manter contato com profissionais que atuam neste segmento.

#4 Fotojornalismo

Os profissionais de fotografia também podem atuar em conjunto com veículos como jornais, revistas, agências e portais de notícias. Aqui, a foto assume não só um caráter documental, mas também informativo, registrando momentos importantes que devem chegar a conhecimento público.

Quem tem a intenção de atuar com fotojornalismo, muitas vezes, estuda tanto fotografia quanto jornalismo, já que as imagens deverão estar alinhadas com a narrativa contada em palavras.

Um dos maiores desafios deste segmento é que o fotojornalista precisa desenvolver técnicas de registro de imagens para momentos que não podem ser posados nem dirigidos. Além disso, o sucesso deste profissional está na perspicácia de captar um fragmento da realidade que provavelmente não vai se repetir e eternizá-lo em uma imagem.

Como começar no fotojornalismo: muitos fotojornalistas fizeram a graduação em jornalismo, se especializaram no fotojornalismo e ingressaram no mercado por intermédio de programas de estágio e trainee nas redações. Mas você também pode procurar um curso mais enxuto de fotojornalismo, fazer seus próprios registros e compartilhar o seu trabalho com blogs e portais da área.

#5 Fotografia gastronômica

O setor gastronômico também está sempre em alta e existem fotógrafos dedicados apenas a fotografia de alimentos.

Essa área da fotografia se assemelha às fotos de produtos, já que a intenção é criar um desejo no consumidor com o objetivo de vender algo para ele. O profissional deve fazer isso explorando ângulos, texturas e sensações.

O fotógrafo de gastronomia pode ainda exercer o papel de food stylist, um profissional responsável por identificar as melhores características do prato e compor uma imagem que fique extremamente atrativa visualmente.

Assim, se for fotografar um novo sabor de pizza de um restaurante italiano, além de cuidar da iluminação, do ângulo e da pós-produção, que também fazem toda a diferença para que ela pareça ainda mais apetitosa e desejável. O fotógrafo de gastronomia pode montar um cenário com ingredientes, pratos e outros elementos que tornem a imagem ainda mais bonita e que dê água na boca.

Afinal, você acha que o consumidor vai ficar mais tentado a experimentar a pizza nova se ver uma imagem dela chapada em um fundo branco ou saindo de um forno a lenha com o queijo derretendo?

Como começar na fotografia gastronômica: o ideal é que o profissional que quer ingressar nesta área já tenha uma boa noção de fotografia, incluindo aspectos técnicos, busque cursos de especialização na área de gastronomia e food styling e referências nos principais livros de gastronomia, sites e blogs deste mercado. 

>> Aproveite e leia, também, Como ganhar dinheiro com fotografia. 

Áreas da fotografia: como escolher a ideal?

Agora que você já conhece algumas das principais áreas de atuação da fotografia deve estar se perguntando como escolher a ideal para iniciar a sua carreira, não é mesmo?

Bem, para tomar essa decisão você pode considerar alguns pontos. Os principais são:

1. Identificação com o setor: esse é o principal fator na hora de decidir uma das áreas da fotografia, porque para fazer um bom trabalho o fotógrafo precisa se sentir feliz com o que está fazendo.

Como é um trabalho criativo, dificilmente um bom fotógrafo vai conseguir fazer fotos incríveis “no automático”. Ele precisa, sim, se envolver com o objeto do seu trabalho e transmitir com ele emoções, conceitos e histórias que só quem é apaixonado pelo que faz pode fazer.

2. Oferta de trabalho e especialização: também é importante que você faça uma pesquisa de mercado para apurar que tipo de oportunidade de trabalho está disponível na área que você escolheu. Isso é importante para que você possa se preparar e começar a planejar como pode conquistar uma boa estabilidade no mercado com as opções que tem.

Procure saber, também, quais são os cursos oferecidos na área com a qual você mais se identifica, quem são as maiores referências e como você pode aprender com elas para se destacar no mercado também.

3. Converse com profissionais da área: o que pode ser melhor do que bater um papo com quem já atua no segmento pelo qual você está interessado para saber, na prática, qual é a rotina do trabalho, os prós e os contras com os quais você terá de lidar?

Essa é a melhor forma de verificar se as suas expectativas correspondem à realidade e ainda aproveitar para fazer bons contatos que podem ajudá-lo no início da sua carreira.

Related posts
DivulgaçãoFotografiaRedes Sociais

Como fazer fotos de produtos ficarem incríveis para as suas divulgações?

6 Mins read
Você já se sentiu atraído por algum produto ou serviço apenas pela imagem de divulgação?  Isso acontece quando as fotos de produtos…
Abertura de empresaEmpreendedorismoEmpreender na internetMercadoMercado DigitalModaPlanejamento de NegócioTipos de NegócioVendas Online

Apostar em um negócio da moda: boa ideia ou furada?

4 Mins read
Descubra como avaliar se você deveria ou não investir em um segmento que está em alta no mercado Quem quer empreender está sempre de…
Abertura de empresaEmpreendedorismoIdeias de negócioMercadoMercado DigitalPlanejamento de NegócioPlano de negóciosSalão de belezaTipos de NegócioVendas Online

10 negócios inusitados (e com muito futuro!) para quem gosta de moda e beleza

4 Mins read
Ideias inovadoras e altamente lucrativas em um dos mercados que mais fatura no Brasil Atualmente, os segmentos de moda e beleza são…