Conheça as piores lojas virtuais do Brasil, segundo o site Reclame Aqui

Conheça as piores lojas virtuais do Brasil, segundo o site Reclame Aqui

A experiência que um consumidor tem ao comprar um produto ou serviço conta muito, principalmente na internet. 

Existem sites especializados feitos para que o consumidor dê a sua opinião e avalie o serviço prestado por uma empresa.

Apesar de ser uma oportunidade para a marca melhorar a forma como lida com os seus clientes, não é nada fácil vê-la fazer parte de uma lista de reclamação.

Neste artigo, você vai conhecer as piores lojas virtuais que se destacam pelo índice de reclamações na internet e claro, como não se tornar uma delas!

Como funciona o ranking do Reclame Aqui para eleger as piores lojas virtuais?

O Reclame Aqui é uma plataforma voltada para avaliar a qualidade das relações de compra e venda de produtos ou serviços, bem como o atendimento prestado pelas empresas.

As avaliações servem tanto para as lojas físicas e online, como para os fabricantes de produtos.

Assim, quando uma empresa possui muitas reclamações sem índice de solução, ela passa a fazer parte de um ranking de empreendimentos que não solucionam os problemas dos consumidores.

Precisamos destacar que problemas toda empresa vai ter, mas o que vai diferenciar uma empresa da outra, é a capacidade de resolver os problemas do consumidor e aumentar a sua reputação.

As melhores empresas que aparecem no ranking do Reclame Aqui são aquelas que possuem uma reputação ótima e boa, onde elas devem ter pelo menos 12 meses de cadastro na plataforma e com 50% das reclamações avaliadas.

Além disso, a lista presente no Reclame Aqui mostra o ranking em ordem decrescente tanto das empresas que se destacam positivamente, como das piores lojas virtuais e empresas que obtiveram destaque negativo no mercado.

Entenda a seguir como funciona essa lógica.

Como essa reputação afeta os negócios

Para que uma empresa seja bem vista no mercado, e principalmente no Reclame Aqui, é necessário que ela realize um excelente atendimento em todas as etapas da compra de um produto.

Isto é, quanto mais uma empresa se empenha em fornecer um atendimento excelente desde o primeiro contato do cliente até o pós-venda, mais aumentam as chances de ela ser bem avaliada por eles.

Quando acontece um problema em alguma das etapas de venda de um produto, seja no atendimento ou na entrega do produto até o cliente, a empresa deve desempenhar um papel de prestatividade para resolver rapidamente a questão.

Esse conjunto de soluções empregadas para os clientes em suas demandas, mostra a eles que a empresa consegue solucionar os obstáculos com competência, sem deixar nenhum cliente na mão.

Mas, aquelas que não conseguem ou não se empenham em resolver as questões de maneira efetiva, acabam por ter uma má reputação principalmente no site Reclame Aqui e em outros canais de comunicação.

Quais são as piores lojas virtuais do Brasil 

Em uma lista no site Reclame Aqui, é possível ver as empresas que os consumidores voltariam a fazer negócio. Há também outro ranking que mostra as piores lojas virtuais e empresas do mercado, ou seja aquelas que precisam se esforçar mais para obter boa reputação.

No site Reclame Aqui existem listas de empresas que são destaque por não terem solucionado os problemas dos clientes de maneira rápida.

A pessoa pode fazer isso através de um depoimento no site, uma reclamação, um elogio ou algo que expresse como foi a sua experiência de compra.

Dito isso, agora, você vai descobrir quais são as piores lojas virtuais do Brasil e analisar a pontuação que obtiveram nas avaliações dos clientes no site Reclame Aqui, todas elas sem reputação recomendada pelos consumidores.

Ranking das 10 piores lojas virtuais

  • Mente urbana (loja virtual de produtos para a saúde): 4.819 queixas registradas e possui o índice de solução de problemas de 30%, que é considerado baixo 
  • OrangeMix (loja virtual de produtos eletrônicos): 1.944 reclamações registradas e não há índices de soluções de problemas registrados 
  • Pelicano Compras (loja de enxovais): 1.824 queixas registradas e índice de solução de 18,4%  
  • Clickaê (loja de produtos de uso doméstico): 2.151 reclamações e índice de solução de problemas de 40.7%
  • Best Mania (empresa virtual de produtos de informática): 4.819 reclamações e índice de soluções de 12,1%
  • Shopping do Gugu (produtos infantis, enxovais e brinquedos): 1.771 reclamações e não há índice de solução de problemas registrado 
  • Gabriela Moda e Presentes (empresa de produtos infantis): 1.651 queixas registradas e índice de soluções de 44,3%
  • LuCunha Store (produtos eletrônicos): 1.423 reclamações registradas e índice de solução de 38,5%
  • Liquida Baby (produtos infantis): 1.387 queixas de consumidores e índice de solução de problemas de 37,8%
  • Wikee Imports (produtos importados): 1.375 reclamações e índice de solução de problemas de 36,8%

Vale destacar que essa pontuação foi obtida através do resultados das avaliações, você pode acompanhar mais detalhes e outras pontuações por aqui.

Como não se tornar uma das piores lojas virtuais

Agora que já vimos como funciona o ranking do site Reclame Aqui, vamos focar nas soluções que fazem uma empresa não entrar nessa estatística negativa de ser uma das piores lojas virtuais do mercado.

Acompanhe!

Manter uma boa comunicação com os clientes

Comunicar-se de maneira assertiva com os clientes é o primeiro passo para manter um bom relacionamento com eles.

Isso é possível através de campanhas de venda que expliquem exatamente o que o cliente está comprando, bem como as formas de pagamento e políticas de devolução, por exemplo.

Além disso, é preciso dar atenção aos consumidores tanto na loja virtual, quanto nas redes sociais, tirando as dúvidas e ajudando-os a encontrarem soluções para o problema.

Oferecer produtos e serviços de alta qualidade

Saber a procedência dos produtos comercializados e os serviços prestados em uma empresa, é o primeiro passo para se destacar da concorrência e fidelizar os clientes.

Comprar produtos de qualidade, dar preferência para fornecedores que também prezam essa prática é um passo importante para o sucesso da loja virtual. 

Dar atenção às críticas dos clientes

Quando um cliente faz uma crítica ou reclamação, é necessário entender os motivos que o levaram a ter essa opinião em relação à uma empresa.

Assim que a empresa recebe a reclamação, é preciso resolver o problema rapidamente para que o cliente saia satisfeito e com uma boa impressão.

Depois dessas dicas de como se tornar uma referência positiva para os clientes, te convidamos a abrir a sua Loja VirtUOL! 

Com ela, o seu negócio já sai ganhando mais visibilidade, credibilidade e autoridade na internet, independentemente do seu ramo de atuação. É só clicar aqui e criar uma Loja VirtUOL aproveitando a promoção de 6 meses por apenas R$ 29,00, aproveite!