Histórias inspiradoras que provam que obstáculos fazem parte do sucesso

Histórias inspiradoras que provam que obstáculos fazem parte do sucesso

Você sabia que  quando Walt Disney apresentou, pela primeira vez, seu personagem mais simbólico, o Mickey Mouse, muita gente riu da cara dele? Pois é, algumas pessoas lhe disseram que um rato jamais faria sucesso.

Sem desistir, e acreditando na sua ideia e potencial, ele afinou seus traços, foi deixando o ratinho com uma cara mais amigável, puxou dali, esticou daqui. E, bem, o resto da história você já conhece: o Mickey Mouse é o rato mais famoso do mundo!

Falhar na primeira, na segunda e até na terceira vez não é sinônimo de incapacidade e insucesso. É uma oportunidades para se aprimorar e aprender novas maneiras de alcançar o topo.

Você está passando por um momento assim e acha que seu negócio nunca vai decolar? Leia as histórias abaixo antes de desistir:

A simplicidade

O designer inglês Peter Skillman reuniu diferentes grupos de pessoas: engenheiros, advogados, formados em MBAs e crianças. O objetivo era testar a ousadia de cada público.

Para cada grupo, ele deu 20 peças de macarrão, um metro de fita, um marshmallow e um pedaço de corda. Em apenas 18 minutos, eles deveriam construir uma estrutura sólida para apoiar o marshmallow.

Para a surpresa de todos, os MBAs foram os que se saíram pior, pois o tempo deles foi gasto apenas em traçar estratégias.

E o melhor desempenho foi das crianças. Elas conseguiram construir uma estrutura mais alta que a dos engenheiros.

Skillman acredita que o resultado se deve ao fato das crianças não terem medo de errar. Além disso, elas não perdem tempo com suposições.

Quando nos tornamos adultos, temos uma propensão a buscar as alternativas mais complexas. Mas a simplicidade continua sendo a melhor opção.

Traga isso para o seu dia a dia. A resposta para seu negócio decolar pode ser muito mais simples do que todas as planilhas, anotações e desenhos que você anda fazendo.

A persistência

Você se lembra da febre que foi o filme Titanic? Até hoje, é difícil encontrar alguém que não tenha assistido ao longa e não se lembre da clássica cena da proa do navio ou da trágica morte do Jack (se você está entre a minoria que não viu, desculpe, acabamos de contar o final do filme).

Mas a verdade é que nem sempre tudo foram flores para o diretor do filme, James Cameron. A produção acabou estourando o orçamento, chegando a 200 milhões de dólares, o que deixou os executivos da produtora loucos e por muito pouco eles não interromperam as gravações.

Além disso, o lançamento sofreu grande atraso e o que era para ser um sucesso de verão nos Estados Unidos, foi ao ar apenas em novembro, quando já é inverno no país. A imprensa chegou a fazer piada com o filme e o diretor.

Mas, quando a história finalmente foi parar nas telonas, foi sucesso de bilheteria, público e crítica, levando 11 estatuetas na premiação mais importante do cinema, o Oscar.

A lição que fica é: não é possível saber se o seu produto (ou loja) será realmente um sucesso até ele ser de fato lançado. Não dê ouvido para as críticas maliciosas, e siga em frente, e firme com seu projeto.

E fica aqui uma reflexão extra. O longa de estreia de Cameron – “Piranhas 2 – Assassinas Voadoras” – é considerado por muitos um dos piores filmes já feitos no gênero de terror, sem contar o fracasso na bilheteria. Ou seja, fracassar no começo é comum, o importante é tirar o aprendizado da situação e não desistir.

A coragem

Como já dissemos, muitas das pessoas que hoje são sucesso mundial, já passaram por tempos ruins. Elvis Presley é mais uma exemplo. Em sua primeira apresentação, ele ouviu da plateia que era melhor ele voltar a dirigir caminhões – sua profissão anterior.

Já Albert Einstein só começou a ler aos 7 anos e falar aos 4 anos. Seus pais e professores achavam que ele tinha alguma limitação mental. Chegou a ser recusado pela Escola Politécnica de Zurique.

Richard Branson, o bilionário fundador da Virgin, criou nada menos que 400 empresas – muitas delas fracassos absolutos. E Thomas Edison criou nada menos que 10 mil protótipos que não funcionaram antes de ter sucesso na criação da lâmpada elétrica.

E a lição aqui é: não tenha medo de tentar. O pior que pode acontecer é dar errado. Aí é só levantar, sacudir a poeira e dar a volta por cima!

Ficou animado? Então arregace as mangas e coloque sua ideias em prática, sem medo de errar!