EmpreendedorismoGestãoGestão de Finanças

MEI precisa declarar Imposto de Renda?

2 Mins read

Veja se você precisa prestar contas ao Leão

Na teoria, os mais de 8 milhões de microempreendedores (MEIs) – segundo dados do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação – estão isentos de fazer a Declaração do Imposto de Renda (IR). No entanto, na prática, há situações em que o microempreendedor é obrigado a declarar seu rendimento à Receita Federal.

Antes, vale lembrar que o faturamento máximo permitido para MEI é de 60 mil reais por ano. A partir do ano que vem, com a mudança no teto do Supersimples, o valor limite passará a ser 81 mil reais.

Se você se enquadra nesta situação, é preciso saber se há necessidade ou não de fazer a Declaração do Imposto de Renda até o dia 28 de abril. Por exemplo, se o seu rendimento tributável anual for superior a 28.559,70 reais, você incide no IR. Para chegar a esse resultado, você deve pegar uma calculadora e fazer umas continhas. Mas não se preocupe, o UOL HOST vai ajudá-lo nesse sentido. Basta conferir os exemplos a seguir:

Calculando seu rendimento tributável

Os microempreendedores se dividem em três setores: a) serviços em geral; b) transporte de passageiros; c) comércio, indústria e transporte de cargas. Cada área tem uma tributação diferente. Então, o abatimento no IR varia conforme o setor de atuação do microempreendedor: 32% para quem presta algum tipo de serviço, 16% para quem trabalha com transporte de passageiros e 8% para quem atua no comércio, indústria ou transporte de carga.

Sabendo disso, é hora de fazer as contas. Imagine, agora, um fotógrafo que presta serviço para diversas agências e teve um faturamento total de 60 mil reais em 2016. Durante o ano, ele também apresentou despesas operacionais comprovadas de 10 mil reais com contas de água, luz, internet e por aí vai. Portanto, seu lucro é de 50 mil reais.

Ao se enquadrar na categoria de prestação de serviço, ele pode abater 32% do faturamento total (60 mil reais), o que resulta em 19,2 mil reais. Agora, ele deve pegar seu lucro de 50 mil reais e subtrair dos 19,2 mil reais. O resultado de 32,8 mil reais é o seu rendimento tributável. Como ele é superior ao valor de 28.559,70 reais estipulado pela Receita, o fotógrafo deve entregar a Declaração de Ajuste Anual IRPF/2017.

Caso o rendimento tributável fosse menor que o permitido pelo Fisco, o microempreendedor estaria livre das garras do Leão.

Outros casos em que o MEI deve declarar o IR

Como pessoa física, o MEI deve fazer a declaração quando ele: opera na Bolsa de Valores, comprando e vendendo ações; é proprietário de bens com valor superior a 300 mil reais; obtém receita bruta acima de 142.798,50 reais com atividade rural; vende um imóvel.

Declaração Anual Simplificada do MEI (DASN-SIMEI)

Mesmo que o microempreendedor consiga escapar do Imposto de Renda, ele é obrigado a fazer a Declaração Anual Simplificada do MEI (DASN-SIMEI). Neste documento, deve constar todo o faturamento bruto do microempreendedor. Ele deve ser enviado anualmente para a Receita Federal até o dia 31 de maio. Para mais detalhes, confira a página do Portal do Empreendedor.

Related posts
Empreendedorismo

Planilha de fluxo de caixa: conheça suas vantagens e como utilizá-la!

5 Mins read
Você já ouviu falar na importância de ter uma planilha de fluxo de caixa?  Apesar de muitos já conhecerem, ainda existem algumas…
EmpreendedorismoGestão de Finanças

MEI vs Imposto de Renda: quando é preciso declarar?

5 Mins read
Quando o assunto é Imposto de Renda e o MEI é normal que haja dúvidas referente aos temas. Afinal, a declaração pode…
Empreendedorismo

Como contornar a alta do combustível no seu negócio?

6 Mins read
A alta do combustível é um dos temas que mais preocupam os brasileiros atualmente. Além do peso no bolso do consumidor para…