Vendas Online

Aprenda o que é tráfego pago e dê os primeiros passos!

6 Mins read

O tráfego pago é o investimento em anúncios publicitários na rua mais movimentada do mundo: a internet. Só com essa informação, já fica claro entender como essa estratégia pode transformar o seu negócio!

Se você criou um site e não está recebendo a quantidade de acessos esperada, talvez precise investir em tráfego pago. Com essa estratégia, você pode ganhar um aumento significativo de acessos às páginas que você quiser! Pode ser as de vendas e conversão ou de um produto específico que você quer divulgar.

Segundo a eMarketer, uma empresa de inteligência de mercado, os gastos com anúncios online devem crescer e muito! A pesquisa mostra que, em 2026, o Brasil deve ocupar o quinto lugar no mundo em anúncios online. Não é difícil de entender essa previsão: se todo mundo está na internet, é lá que os anúncios também devem acontecer.

O que isso significa? Investir em tráfego pago é e continuará sendo uma das estratégias de publicidade mais populares!

E para te ajudar a alcançar resultados cada vez melhores, o UOL Meu Negócio preparou um conteúdo especial que vai te explicar o que é tráfego pago e quais os benefícios práticos dessa estratégia. Conheça também dicas sobre como criar campanhas de sucesso. Confira!

O que é tráfego pago?

No mundo do Marketing Digital, tráfego pago corresponde aos acessos que chegam por anúncios publicitários na internet.

Ou seja: você investe dinheiro na ferramenta de divulgação, cria os seus anúncios pagos e, como consequência, ganha um fluxo maior de acessos ao seu site, página ou perfil na rede social.

A publicidade da sua marca pode ser feita em diferentes canais de comunicação. Entre eles:

  • Mecanismos de busca: Google, Bing e outros.
  • Redes sociais: Facebook, Instagram, LinkedIn e outros.
  • Outros sites, como portais de notícias, por exemplo.

Se você tem uma loja virtual, pode investir nesse tipo de publicidade para atrair mais visitantes. Porém, o resultado a ser atingido dependerá do seu orçamento, além de, claro, fatores como a qualidade do seu anúncio e redação.

Imagine que o anúncio pago seja um espaço físico que você aluga na entrada do shopping para divulgar a sua loja. Funciona da mesma forma, só que no ambiente virtual!

Você pode optar por não investir em mídias pagas. Porém, é necessário estar ciente que apostar apenas em crescimento orgânico pode levar mais tempo do que você gostaria. Portanto, considere destinar uma verba para acelerar o crescimento do negócio — além de combinar tráfego pago com orgânico.

Diferença entre tráfego pago e tráfego orgânico

Apesar de serem duas estratégias diferentes, o tráfego pago e o tráfego orgânico fazem parte das ações de marketing digital das empresas. De forma prática, podemos dizer a diferença entre ambos está no tipo de investimento necessário: 

  • O tráfego orgânico não tem custo financeiro, mas exige tempo, dedicação e técnica para a criação de conteúdos relevantes e assertivos;
  • O tráfego pago exige investimento em dinheiro e na criação de anúncios atraentes.

O público que chega até a sua loja virtual através do tráfego orgânico vem de pesquisas na internet, acesso à landing page ou perfil nas redes sociais. Ou seja: são pessoas que se interessaram por algum conteúdo de inbound marketing ou produto e clicaram para saber mais.

Quando aplicados em conjunto, o tráfego pago e orgânico podem ajudar — e muito — a alavancar o seu negócio no digital. Porém, se não tiver recursos para puder investir em ambas estratégias, é necessário avaliar qual caminho trará mais benefícios para o seu negócio.

Afinal, quanto custa o tráfego pago?

Não há um valor fixo. Tudo depende de quanto você tem disponível e dos objetivos que quer atingir. Na prática, para ganhar mais destaque, é necessário desembolsar mais dinheiro. Há duas formas de pagamento de anúncios pagos:

  • Por cliques: O CPC é o custo por clique que o seu anúncio recebe. Você “paga” toda vez que alguém clica no link ou imagem.
  • Por impressões: O CPM é o custo por mil impressões do seu anúncio, mesmo que as pessoas não cliquem nele. Ou seja, a cada mil pessoas que visualizaram a imagem ou texto, você é cobrado.
  • Por visualizações: No CPV você paga por uma visualização. É contabilizado quando alguém assiste a 30 segundos do seu anúncio em vídeo ou interage com ele – seja por meio dos cliques em call-to-action (CTAs), cartões e banners complementares.

Tráfego pago para iniciantes: é possível?

Claro que sim! Agora que você já sabe o que é e quanto custa o tráfego pago, vamos mostrar algumas dicas práticas para começar hoje mesmo a investir nessa estratégia de marketing digital para o seu negócio. Confira como tirar o máximo de proveito das suas campanhas!

  1. Defina o seu público-alvo

Muita calma nessa hora! Até por envolver investimento em dinheiro, é essencial que você não saia anunciando sua marca em qualquer local para quaisquer pessoas. É hora de ser estratégico!

Não definir um público alvo é um grande erro, já que você corre o risco de exibir seus anúncios pagos para pessoas que nunca vão comprar seu produto ou serviço. Para evitar que isso ocorra, use a segmentação nas ferramentas de tráfego pago.

Estabeleça perfis de personas e direcione seus anúncios a eles. Assim, você será capaz de definir as características essenciais dos seus potenciais compradores, como idade, localização e até mesmo gostos e interesses.

  1. Defina as melhores redes sociais para o seu público-alvo

Anuncie em diferentes plataformas e obtenha o melhor resultado possível! Você pode investir em mídia paga no Google Ads ou em redes sociais como Facebook e Instagram. É claro que os custos são altos para rodar anúncios simultâneos, portanto, escolha a opção onde a maior parcela do seu público está!

>> 6 passos para fazer anúncios eficazes no Facebook

>> Guia rápido para você criar seus anúncios no Instagram

  1. Crie anúncios claros e verdadeiros

Não caia no erro de criar propaganda enganosa! Isso pega mal com o público e a credibilidade da sua marca sofre graves danos. Por isso, certifique-se que a página de destino do anúncio oferece o que o usuário espera.

Nesse caso, garanta que essa página seja relevante e específica para a oferta ou mensagem que você está promovendo. Também não esqueça que ela deve ser visualmente atraente e de fácil navegabilidade.

E o principal, ela deve ser otimizada para conversão. Portanto, inclua uma chamada clara para a ação através de um CTA (Call to Action – Botão de Ação). Assim, é possível incentivar o usuário a tomar uma ação, como preencher um formulário, por exemplo.

Lembre-se que uma das coisas mais valiosas no mercado é a reputação da sua marca. Evite conteúdos enganosos e não use termos apelativos e exagerados!

  1. Escolha as palavras-chave certas

As ferramentas de CPM trabalham com o sistema de bidding, que é basicamente uma oferta de preço por palavra-chave. Assim, as mídias são analisadas e a ferramenta decide quais anúncios exibir primeiro.

O que isso significa? Bom, as plataformas de mídia CRM avaliam a relevância das palavras-chave do seu anúncio e definem o destaque que a mídia paga deve receber. Logo, uma palavra-chave ruim pode levar o seu ranqueamento lá para baixo, fazendo um mal uso do dinheiro investido nessa estratégia.

  1. Faça remarketing

Você pode configurar a exibição de anúncios para clientes que já tiveram algum tipo de contato com sua marca. Assim, você aproveita e converte leads que estão próximos à realizar uma compra.

Um bom exemplo disso são usuários que abandonaram um carrinho de compras da sua loja virtual. Com uma boa estratégia de tráfego pago, você consegue mostrar anúncios específicos que lembrarão o usuário de concluir a compra.

  1. Estabeleça dias e horários para os anúncios

Saiba definir quando seu público alvo está ativo e invista em mídia paga apenas nessas janelas de tempo. Sabe em quais dias da semana e horários ele costuma estar online? Uma boa dica é fazer alguns testes e avaliar os períodos nos quais seu anúncio recebe mais cliques.

  1. Defina um orçamento máximo para sua campanha

Se for para investir, invista bem! Sabemos os custos que envolvem ter um negócio no digital, especialmente quando se trata de uma micro ou pequena empresa. Por isso, ao investir em tráfego pago, não deixe de estabelecer um orçamento máximo.

Antes de extrapolar o orçamento ou fazer novos investimentos, avalie os resultados, veja o que deu certo e o que deu errado. Faça ajustes contínuos na sua estratégia para que, a cada campanha, seus resultados sejam ainda melhores!

Crie agora o seu anúncio com o UOL Anúncios!

Com o UOL Anúncios você conquista uma posição de destaque em alguns dos sites mais acessados do país! Não perca tempo e construa um posicionamento ainda mais sólido na internet. Clique aqui e conquiste novos clientes a partir de R$ 44,91 por mês!

>> UOL Anúncios: Seu negócio no maior portal de notícias da América Latina
>> Conheça as novas funcionalidades do UOL Anúncios!

Related posts
Vendas Online

Dicas de segurança ao utilizar o PIX

4 Mins read
O PIX, sistema de pagamentos instantâneos desenvolvido pelo Banco Central do Brasil, revolucionou a forma como realizamos transações financeiras. Com sua praticidade…
EmpreendedorismoVendas Online

7 dicas para otimizar a experiência do usuário em sua loja virtual

4 Mins read
A experiência do usuário desempenha um papel muito importante no sucesso de uma loja virtual. Quando os clientes visitam a sua loja,…
Vendas Online

Dificuldades no orçamento das campanhas: O UOL Anúncios cuida disso para você!

4 Mins read
Anúncios pagos são ótimos aliados para aumentar a visibilidade da sua marca, conquistar novos clientes para o seu site/loja virtual e aumentar…