Pensando em se tornar um solopreneur?

Pensando em se tornar um solopreneur?

Comece com estas 6 dicas.

Os termos “solopreneur” e “solopreneurship” ganharam um grande impulso nos últimos tempos. Isso pode ser devido ao boom digital contínuo ou cenários semelhantes a uma pandemia que reduziram o movimento, as interações e o crescimento econômico.

Solopreneurs são pessoas que administram seus negócios fornecendo um produto ou serviço que podem realizar por conta própria, sem contratar funcionários. A maioria dos empreendimentos “solopreneuriais” são autofinanciados e começam pequenos na casa do indivíduo, atendendo a alguns clientes.

Solopreneurs não se reportam a ninguém e nem ninguém se reporta a eles, o que significa que eles podem escolher o ritmo em que trabalham e como trabalham.

Se isso soa como algo com que você sempre sonhou, porque quem não sonha em viver a vida em seus próprios termos, então essas cinco dicas são apenas para você.

  1. Não seja impulsivo

O desejo de ser um solopreneur pode resultar de uma série de situações. Pode ser o seu sonho de toda a vida, pode ter surgido porque você está infeliz com seu emprego atual ou a falta de emprego pode tê-lo forçado a procurar outras opções.

Qualquer que seja sua motivação ou razão, você deve entender que se tornar um solopreneur é um grande passo, que requer deliberação e planejamento cuidadosos. Isso não é algo que você deva fazer impulsivamente.

Por exemplo, abandonar o emprego sem nenhum planejamento ou colocar todas as economias da sua vida em uma ideia mal pesquisada pode colocá-lo em uma situação difícil. Portanto, antes de começar a planejar seu empreendimento “solopreneurial”, certifique-se de ter o suficiente para investir e uma rede de segurança à qual recorrer.

  1. Encontre uma ideia de negócio realista

Tornar-se um solopreneur é definitivamente sobre seguir sua paixão, mas também é ganhar dinheiro. Embora nenhuma ideia de negócio garanta o sucesso, você deve tentar maximizar suas chances encontrando uma ideia que combine: sua paixão, suas habilidades e potencial para monetização.

Pergunte a você mesmo as seguintes questões:

  • Quais são as coisas em que sou realmente bom?
  • O que considero minha paixão para toda a vida?
  • Em quais aspectos da administração de uma empresa sou bom e o que mais preciso aprender?
  • As pessoas estão procurando o que estou propondo a oferecer?
  • Há alguma dificuldade pessoal que experimentei ao encontrar os produtos e serviços de que preciso? Existe uma maneira de oferecer soluções para esses pontos problemáticos?

Encontrar a ideia certa é a etapa mais vital em sua jornada como solopreneur, então gaste tanto tempo e esforço quanto precisar.

  1. Reúna disciplina

Para alcançar a liberdade e a autossuficiência que advêm de se tornar um solopreneur, vários sacrifícios precisam ser feitos. Trabalhar para si mesmo, na verdade, requer mais disciplina e trabalho árduo do que quando alguém está preso à rotina de um trabalho das 9h às 17h.

Para começar, nos primeiros dias, você pode estar fazendo malabarismos com seu emprego regular e seu novo empreendimento, o que significa que terá de trabalhar mais horas, muitas vezes até tarde da noite ou nos fins de semana.

A melhor maneira de garantir que você continue a fazer justiça a ambos é criar uma programação para si mesmo e segui-la com dedicação.

  • Reserve um número fixo de horas diárias para quando você se concentrará estritamente em seus negócios.
  • Acostume-se a definir sua própria rotina criando um cronograma baseado em quando você se sente mais produtivo durante o dia (ou à noite) e aderindo a ele tanto quanto possível.
  • Reduza as atividades de baixo valor, como passar muito tempo nas redes sociais (a menos que seja para o trabalho) ou assistindo TV. Reduzir o tempo de tela ajudará você a economizar energia para um trabalho real.
  • Faça o que for preciso para criar um ambiente de trabalho favorável. Isso pode significar configurar uma estação de trabalho dedicada em casa ou se vestir como se fosse para um trabalho das 9h às 17h.

Esses sacrifícios podem parecer difíceis no início, mas quando seu empreendimento “solopreneurial” estiver instalado e funcionando, você perceberá que valeu a pena.

  1. Construa uma presença online

Quer pretenda ser escritor, designer gráfico, consultor, cozinheiro doméstico, professor ou músico, deve criar uma presença online forte para a sua marca pessoal.

Site e nome de domínio

Além de tornar mais fácil para as pessoas encontrarem você, um site de alta qualidade é o primeiro passo para causar uma boa primeira impressão quando clientes em potencial estão decidindo fazer negócios com você.

Concentre-se em fornecer todas as informações vitais de maneira precisa, envolvente e esteticamente agradável, desde suas credenciais até uma biografia interessante, seu portfólio e depoimentos de profissionais do setor.

Você também deve encontrar um nome de domínio para o seu site que seja curto, memorável, comunicativo e exclusivo. Novas extensões de domínio como .TECH, .STORE, .ONLINE, .SPACE, .UNO podem fornecer mais significado e contexto para seu nome de domínio. Considere os seguintes nomes para uma variedade de negócios individuais: www.johnwrites.uno, www.comidacaseira.store, www.yogalife.space e www.saibamais.tech.

registro-dominio

Endereço de e-mail

É hora de parar de enviar e-mails relacionados ao trabalho de sua conta pessoal e criar um endereço profissional que inclua o nome da sua empresa. Os endereços de e-mail profissionais conferem mais autenticidade à sua marca, mostrando que você é uma empresa real que veio para ficar.

Mídias sociais

A mídia social pode ser uma ferramenta eficaz não apenas para encontrar e interagir com clientes ou para promover seu trabalho, mas também para networking profissional. Plataformas como Facebook e Instagram são ótimas para atingir seu público e mostrar sua personalidade e criatividade.

Plataformas profissionais como o LinkedIn são onde você pode interagir com colegas do setor, compartilhar suas opiniões e também ficar a par das tendências mais recentes. Antes de registrar o nome do seu empreendimento individual, descubra se ele está disponível para uso como um nome de domínio, bem como nas redes sociais.

  1. Networking, networking, networking

As empresas não sobrevivem quando você trabalha em um silo, mesmo se você for um solopreneur. Mesmo o empresário mais astuto precisa de uma rede de profissionais para aprender e obter apoio.

Por exemplo, nos primeiros dias, você pode precisar da orientação de um empresário experiente para ajudar a abrir sua empresa. Você pode precisar de ajuda para ser encaminhado a clientes em potencial.

Conforme o trabalho aumenta, você pode precisar da ajuda de outros freelancers para cumprir os objetivos de seus clientes. Aqui estão algumas maneiras pelas quais você pode expandir sua rede profissional:

  • Comece com sua família e amigos. Converse com eles sobre suas ideias e veja se eles podem apresentá-lo a alguém que possa ajudá-lo.
  • Junte-se a grupos relevantes do setor nas redes sociais e não hesite em entrar em contato com as pessoas para um bate-papo sobre seu respectivo trabalho, jornadas profissionais e outros insights.
  • Participe de eventos relacionados ao setor ou de negócios, onde você terá a chance de interagir com todos os tipos de profissionais que podem ajudá-lo a expandir seus negócios.
  1. Não se esgote intensamente

Tornar-se um solopreneur é um trabalho árduo e o fardo é inteiramente seu para carregar (assim como os frutos). No entanto, para ser capaz de fazer o que é preciso, você precisa de mente e corpo ágeis. O risco de se esgotar é imenso porque sempre há algo que precisa da sua atenção.

Embora seja ótimo estar completamente imerso no que você está fazendo, isso não deve prejudicar o seu bem-estar. Então, enquanto você trabalha por longas horas, certifique-se de compensar dormindo o suficiente. Nunca pule suas refeições. Fique hidratado.

Saia da cadeira e se alongue de vez em quando. Ir para caminhadas. Faça exercícios, mesmo que seja apenas por 30 minutos em dias alternados. Reserve um tempo para fazer o que você ama, seja ler um livro, tocar um instrumento, ouvir música ou tricotar. Com frequência, saia de seu isolamento e passe algum tempo com seus entes queridos. Mantenha-se saudável, feliz e produtivo.

Conclusão

O momento certo para começar é uma ilusão, pois sempre haverá algo mais que você pode fazer antes de começar a trabalhar. Portanto, coloque de lado suas apreensões e tendências para procrastinar, prepare-se e comece sua jornada “solopreneurial” agora.

Autor: Alisha Shibli