Como aproveitar melhor os seus canais de venda?

Como aproveitar melhor os seus canais de venda?

Os canais de venda são ferramentas essenciais para todo empreendedor que deseja fazer o seu negócio crescer, pois isso aumenta consideravelmente o engajamento entre os consumidores. 

Mas, de que canais estamos falando? Das redes sociais, e-commerces, marketplaces e sites, pois é onde os clientes estão! 

Sabemos que um dos maiores desafios dos empreendedores hoje é vencer a concorrência e se comunicar melhor com o seu cliente, atendendo às suas reais necessidades. Por isso, a seguir, vamos apresentar maneiras de como aproveitar cada um dos canais disponíveis para vender mais em sua empresa. Continue acompanhando! 

 

 

O que são canais de venda?

Os canais de venda são os meios utilizados por empresas para venderem os seus produtos e serviços. É possível fazer isso de forma on e offline, alcançando vários públicos ao mesmo tempo. 

É necessário então que os empreendedores criem estratégias para atrair o seu público-alvo dentre vários canais disponíveis, tais como o Instagram, Facebook e o WhatsApp Business. Além disso, ferramentas de buscas, como o Google, também podem auxiliar nesse atrativo. 

De acordo com um artigo divulgado pelo UOL, mais de 1 bilhão de pessoas no mundo usam o Instagram diariamente, tornando-o um canal em potencial para comercializar produtos e serviços. 

O Instagram é apenas uma das ferramentas que você pode utilizar em seu negócio, fazendo-o ser visto por milhares de pessoas que precisam do seu produto ou serviço — juntamente com o Facebook, WhatsApp, as lojas virtuais e sites comerciais. 

 

Quais são os principais canais de venda online?

Antes de sabermos quais são os principais canais de venda disponíveis, é importante reforçar que existem meios que são mais utilizados do que outros, e cada empreendedor poderá escolher os que mais condizem com o seu segmento. 

Marketplaces

Trata-se de uma espécie de shopping online, um espaço onde são vendidos produtos e serviços de diversas marcas. O Facebook por exemplo, possui o marketplace disponível para todos os usuários. 

Redes sociais – Instagram, Facebook e WhatsApp Business

Como mencionamos no início do artigo, as redes sociais são utilizadas diariamente por milhares de pessoas todos os dias. 

Além de conseguir divulgar os seus produtos e serviços, é possível vendê-los também por meio delas. Vejamos algumas utilidades: 

  • Instagram: uma boa dica para começar é criar uma conta profissional, inserir uma boa descrição na biografia, fotos de qualidade, legendas chamativas e claro, dar atenção aos clientes durante a interação com as postagens — respondendo aos comentários em postagens e mensagens de direct
  • Facebook: invista em uma página interativa, com postagens assertivas e de acordo com o seu nicho. Ter um calendário editorial para organizar as postagens mensais, é uma boa ideia
  • WhatsApp: pode ser usado tanto na versão comum, como o Business, criado exclusivamente para dar um ar profissional às conversas entre a empresa e o cliente. Você pode inclusive enviar links de pagamento via WhatsApp e integrá-lo à sua loja virtual
  • Loja virtual

Trata-se de um ambiente de vendas online, onde o empreendedor insere a foto dos seus produtos ou a descrição dos serviços prestados, bem como o preço final, as condições de pagamento e outras informações importantes.

Para criar um uma loja virtual de sucesso, é preciso investir em um domínio e hospedagem de qualidade. Isso porque, mesmo que você encontre opções gratuitas por aí, é melhor garantir que a sua licença não irá vencer em poucos meses. Ou ainda, ter que lidar com problemas que poderiam ser evitados caso estivesse pagando pela hospedagem e domínio do seu próprio site/loja. 

Site

Por sua vez, assim como a loja virtual, o site pode ser criado a fim de trazer mais profissionalismo para o seu negócio. Através dele, as empresas vendem seus produtos e serviços ou usam para divulgar conteúdos institucionais, motivacionais ou de dicas diversas — no caso do blog. 

É melhor pagar ou criar um site gratuito? Analisando a mesma situação da loja virtual, devemos sempre pensar em como isso impactará o nome que a empresa está construindo no mercado. 

Depois de todo esforço empregado em criar um site 100% voltado para a sua marca de forma gratuita, imagine que acontece um imprevisto ou mesmo a sua licença free expira. O que fazer? Criar tudo do zero? Você concorda que isso seria uma perda de tempo? 

Logo, para garantir a segurança de todo o conteúdo inserido no seu site, é melhor investir em uma plataforma paga (algo que caiba dentro do seu bolso) e garantir todos os recursos sempre disponíveis para a sua empresa e seus clientes.

Definindo seus canais de vendas

Já deu para perceber que os canais de vendas online são essenciais para o seu negócio deslanchar na internet, não é mesmo? Mas, só conhecê-los não é o suficiente. 

É preciso traçar uma estratégia para utilizar os que mais se enquadram com a sua empresa. Para isso, realize as seguintes perguntas:

  • Em quais canais de venda a sua empresa já atua e onde você deseja inseri-la? 
  • Onde o seu consumidor está hoje? 
  • É possível estruturar um bom marketing de atuação nos canais de venda escolhidos?

A partir dessa análise, é possível então investir em outros canais de comunicação com o seu cliente, aumentando as vendas e a interação com o seu público.

 

Como montar uma estratégia de vendas online eficiente?

É essencial montar uma estrutura de todo o processo de vendas dos seus produtos ou serviços, basicamente com as seguintes etapas:

  • Listar os produtos e serviços comercializados e os mais vendidos
  • Investir nos canais de venda mais populares e que fazem sentido para o seu negócio (pode ser a sua loja virtual, site ou as redes sociais da sua empresa)
  • Mostrar ao cliente que os seus produtos/serviços são realmente bons
  • Estabelecer uma rotina de monitoramento das vendas
  • Realizar um planejamento dos preços ofertados
  • Utilizar os canais de venda offline (ter uma loja ou franquia própria).

Ao final de cada período, é necessário mensurar o que deu certo ou não nas estratégias de venda e claro, avaliar os resultados. 

 

Acompanhe o desempenho das estratégias propostas

Para saber se todo o trabalho realizado gerou vendas e resultados positivos para a empresa, é necessário utilizar os KPIs ou indicadores-chave (Key Performance Indicator), como por exemplo:

  • Tráfego de acesso nas páginas e tempo de permanência
  • Valor médio de compra, ou como também é conhecido ticket médio
  • Quanto tempo a venda demorou para se concretizar desde a geração do lead e etc.

Mas não se desespere! Esses indicadores servem para tornar o seu negócio ainda mais profissional ao longo do tempo e a cada análise, você saberá o que deve ou não melhorar, principalmente nos custos e despesas da empresa.