Como otimizar metas e fluxos de trabalho com um bom planejamento operacional

Como otimizar metas e fluxos de trabalho com um bom planejamento operacional

Sabe quando um projeto idealizado acaba sendo engavetado? Muitas vezes isso acontece pela falta de investimento no planejamento operacional.

Para quem quer crescer e ter sucesso no mundo dos negócios, entender a importância do planejamento operacional é o ponto de partida. Por isso, conhecer melhor dessa estratégia é fundamental para que sua empresa se destaque no mercado e evite atrasos em seus processos.

Se você está buscando se capacitar mais sobre esse assunto, preparamos um material que vai facilitar na otimização das metas e fluxos de trabalho do seu negócio. Acompanhe!

O que é planejamento operacional e porque ele importa?

O planejamento operacional é um plano de trabalho estipulado para o seu negócio com base nas metas e processos que você organiza para executar tarefas.

Ele se baseia no que fazer e como fazer para melhorar sua organização. Seja nas tarefas cotidianas, delimitando funções, respeitando os padrões da sua empresa, prazos e até investimentos.

Assim, a partir dele são organizadas as metas gerais em micro ações que vão facilitar o alcance dos objetivos estipulados. Dessa forma, torna o caminho do sucesso mais fácil em curto prazo.

Ou seja, a importância do planejamento operacional para uma empresa facilita na organização através de planos de ação  e cronogramas, visando períodos de 3 a 6 meses.

Afinal, é necessário ter em mente que para que o planejamento operacional seja funcional ao seu negócio, você precisa aliar ao planejamento estratégico e tático. 

Planejamento estratégico, tático e operacional

Muito se fala nos planejamentos estratégicos e táticos, deixando de lado o operacional, porém como já visto ele pode ser importante aliado no sucesso do seu negócio.

Então, compreender melhor as três camadas de planejamentos pode garantir uma maior qualidade e organização de suas metas e objetivos.

Saiba o que são cada um deles e como são complementares ao serem aplicados de maneira certeira. 

Planejamento estratégico

O planejamento estratégico diz respeito a uma visão mais macro da sua empresa. Sendo utilizado para definir os objetivos do seu negócio e onde chegar a longo prazo. 

Ele é o primeiro planejamento que vai traçar suas metas em um período de 05 a 10 anos. Assim, observando de forma mais ampla onde sua empresa está inserida, quem é ela e qual melhor caminho a seguir. 

Por isso, é nessa etapa inicial que é estabelecido a Missão, Visão e Valores do seu negócio. Esses três tópicos são pontos de partida para delimitar qual o futuro do seu negócio. 

Dessa forma, saber onde sua empresa quer chegar, seus propósitos e valores são fundamentais para garantir o crescimento e expansão do seu negócio.

Planejamento Tático

Na sequência nós temos o Planejamento Tático. Sua ação é a médio prazo, apresentando maior detalhamento das propostas do Estratégico para que as metas sejam cumpridas. 

Geralmente sua ação acontece centralizada em áreas, atuando a partir de planos de marketing, planejamento pessoal ou ainda planos de produção. Assim, o Planejamento Tático será a ponte entre o Estratégico e o Operacional, buscando uma sintonia entre os dois para alcançar o sucesso do negócio.

Ou seja, ele vai ser baseado em o que fazer e como fazer as ações estabelecidas dentro das metas traçadas.

O que vale destacar é que, mesmo apresentado separadamente aqui no texto, as três estratégias agem em conjunto, buscando atingir os objetivos e metas com ações separadas, mas todos em comum acordo.

Tipos de Planejamento Operacional

Agora que você foi apresentado aos níveis de planejamento, é necessário conhecer como inserir o Plano Operacional em seu negócio. 

Por mais que pareça um bicho de sete cabeças, o Plano Operacional é muito mais fácil e prático de utilizar e aplicar em seu negócio.

Então, para primeiro apontamento os planos operacionais são divididos em sua grande maioria em dois segmentos: “single-use ou uso único” e “ongoing ou em progresso”. 

O segmento de “uso único” é destinado para resolver um problema específico a curto prazo, como por exemplo “evitar desperdício de material” ou ainda “reorganizar o espaço de trabalho”. 

Já o plano “em progresso”, exige um tempo maior para acontecer e que pode sofrer alterações ou acréscimos a partir do retorno do projeto. Como exemplo temos “um plano para melhorar a logomarca da empresa” ou ainda “contratar pessoas com deficiência”. 

Assim, para que suas metas sejam concretizadas é necessário ter alinhamento entre os três níveis de planejamento, para facilitar na efetivação das metas e objetivos.

Como implementar em 5 passos simples

Chegou o momento de implementar em 5 passos simples o Planejamento Operacional. 

Então, como fazer um planejamento operacional que vai garantir o sucesso da minha empresa?

  1. Objetivos claros – eventualmente definidos em Planejamento estratégico

Ter objetivos claros na etapa do Planejamento Estratégico pode facilitar na prática do Planejamento Operacional. Assim, nessa etapa serão analisados esses objetivos e a partir deles traçados algumas metas e verificado qual o prazo necessário para executá-los. 

Então, aproveite para organizar em sua estratégia inicial, todos objetivos de forma clara e pontual. 

  1. De olho no orçamento

Após traçar os objetivos, é necessário verificar o orçamento que será destinado para a execução dos mesmos na etapa do Planejamento Operacional.

Essa etapa será importante para delimitar o formato que serão criadas as ações, levando em consideração a disponibilidade de recursos, seja financeiro, físico ou técnico. 

Nesse sentido, optar por um orçamento que caiba no seu planejamento será ideal para executar as tarefas e atingir todas suas metas.

  1. Tempo para execução

Na sequência é necessário estar atento ao tempo de execução que as tarefas terão para ser executadas.

Isso é primordial para sua organização e para a efetivação dos objetivos. Vale ressaltar que  o Planejamento Operacional tem sua execução delimitada de 3 a 6 meses, podendo ser alterado com base nas suas necessidades.

Então, quanto melhor for organizado o seu tempo, mais facilitada será a execução do Plano Operacional, para isso faça um cronograma e siga ele à risca. 

  1. Defina as tarefas e os responsáveis

Com algumas especificidades já organizadas, é necessário definir as tarefas e quem será responsável pela execução de cada uma delas em seu Plano Operacional.

Se você administra seu negócio sozinho, busque construir as tarefas com base no seu calendário mensal e organizar em seu dia a dia as ações que irão contribuir no sucesso do seu negócio.

Assim, ter uma estrutura organizacional dentro das equipes será fundamental para o sucesso do Planejamento Operacional, realizando as tarefas e concretizando objetivos.

  1. Monitore e defina métricas 

A partir dessa organização, construa estratégias de monitoramento e defina métricas que possibilitem a concretização do Plano Operacional. 

Assim, fazer análises constantes do desenvolvimento das tarefas e objetivos, bem como dos trabalhos que estão sendo feitos para a realização das ações, será mais assertivo. 

Por isso, acompanhar de perto as equipes, revisitar cronogramas e estabelecer ritmo para a realização das tarefas vai facilitar que seu Planejamento Operacional seja aliado de seu sucesso.

E para sua empresa continuar crescendo, expandindo e trazendo bons resultados, é necessário se preparar cada vez mais!

Para isso, os produtos do UOL Meu Negócio vão otimizar as operações da sua empresa com maior facilidade, rapidez e segurança. 

Conheça agora mesmo os nossos produtos e escolha as melhores opções para garantir o sucesso da sua marca!